domingo, 23 de outubro de 2011

Poetizando... by Johnas Silsan


Vai poeta!desenclausura-te
Descerra esta porta
Atira teu frágil corpo na rua
A passo lento cambaleia
Deixa que o vento com sua leve mão
Teus ralos fios acaricie.
Anda poeta!pisa na merda das ruas putrefatas
Pisa repisa nas misérias desta vida
Esmigalha o profundo desconsolo que em teu peito
Pulsa.
É domingo a cidade fechou-se
Pessoas passeiam, fingem descanso do fardo semanal.
Tu estás só, fadado ao fardo de poetar
Então vai, lança teu verso lasso...
Evade-te de toda vaidade, escancara teu riso de humildade
Engole o mundo, digira-o, vomite-o
Permita-se tudo, fique mudo...
Ponha de volta tudo no lugar
Menos o coração, só esqueça-o
Recolhe-te ao fim do dia
Pro braços da solidão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!