quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Os sete pecados mortais da crase

  

É impossível haver crase:

1º) antes de palavra masculina: “Ele está no Rio a serviço”;

2º) antes de artigo indefinido: “Chegamos a uma boa conclusão”;

3º) antes de verbo: “Fomos obrigados a trabalhar”;

4º) antes de expressão de tratamento: “Trouxe uma mensagem a Vossa Majestade”;

5º) antes de pronomes pessoais, indefinidos e demonstrativos: “Nada revelarei a ela, a qualquer pessoa ou a esta pessoa”;

6º) quando o “a” está no singular, e a palavra seguinte está no plural: “Referimo-nos a moças bonitas”;


7º) quando, antes do “a”, existir preposição: “Compareceram perante a Justiça”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!