quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Frases_Luís Fernando Veríssimo

"Mas eu desconfio que a única pessoa livre, realmente livre, é a que não tem medo do ridículo."

"No Brasil o fundo do poço é apenas uma etapa."

"A sintaxe é uma questão de uso, não de princípios. Escrever bem é escrever claro, não necessariamente certo. Por exemplo: dizer "escrever claro" não é certo mas é claro, certo?"

"Às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data."

"Escrevi uma vez que era um cético que só acreditava no que pudesse tocar: não acreditava na Luiza Brunet, por exemplo. Cruzei com a Luiza Brunet num dos camarotes deste carnaval. Ela me cobrou a frase, e disse que eu podia tocá-la para me convencer da sua existência. Toquei-a. Não me convenci. Não pode existir mulher tão bonita e tão simpática ao mesmo tempo. Vou precisar de mais provas."

"A verdade é que a gente não faz filhos. Só faz o layout. Eles mesmos fazem a arte-final. "

Luis Fernando Veríssimo
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!