quarta-feira, 21 de março de 2012

Poetizando... poeta baiano Carlos Conrado


 Tóten do Autismo

Quando em mim o deserto se fez presente

A calmaria tornou meus sonhos eficazes.

O tempo gemendo por estar doente

Tornou-me piedoso com os ventos

Que bailavam com freios ausentes,

Perturbando com graça meus olhares.

Os sons nenhuma canção compunham,

Apenas enganavam os meus sentimentos

Arrastando-me para fora da realidade.

Fiz de mim um deus de sonhos tementes,

Criei mundos que não podiam ser habitados

Por nenhuma outra criatura

Que não fosse digna do meu chamado.

Convidei com prazer à Surrealidade

E nos tornamos fiéis e intensos amantes

A passear por espaços inacabados.

Carlos Conrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!