domingo, 18 de março de 2012

INTERNETÊS_linguagem dos bate-papos na internet

Internetês
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Internetês é um neologismo (de: Internet + sufixo ês) que designa a linguagem utilizada no meio virtual, em que "as palavras foram abreviadas até o ponto de se transformarem em uma única expressão, duas ou no máximo cinco letras", onde há "um desmoronamento da pontuação e da acentuação", pelo uso da fonética em detrimento da etimologia, com uso restrito de caracteres e desrespeito às normas gramaticais.
Para Silvia Marconato, o internetês é uma "forma de expressão grafolingüística [que] explodiu principalmente entre adolescentes que passam horas na frente do computador no Orkut, Facebook, Twitter, em chats ou qualquer outras redes sociais, blogs e comunicadores instantâneos em busca de interação - e de forma dinâmica." e aponta que estudiosos vêem aspectos positivos na simplificação do idioma nesta nova escrita.
Estudiosos, como Eduardo Martins, apresentam reservas em relação ao uso dessa linguagem, observando que o "aprendizado da escrita depende da memória visual: muita gente escreve uma palavra quando quer lembrar sua grafia. Se bombardeados por diferentes grafias, muitos jovens ainda em formação tenderão à dúvida".
A pesquisadora Josiani Neves relata o internetês é uma adequação linguística. O internetês exige rapidez no diálogo, com o objetivo de ganhar tempo sem perder as informações, mesmo que isso represente algum tipo de infração das normas gramaticais, no que concerne à produção escrita trata-se de uma modalidade de língua que dispensa formalidades. A norma padrão não admite desvios gramaticais em nenhuma hipótese. A especialista relata ainda que o usuário deve entender que, para cada situação, haverá uma exigência e que ao escrever um texto em que se deve usar a língua-padrão, mesmo que ocorra algum equívoco, devem-se executar as atividades de formulação, e faz-se extremamente necessário um maior cuidado com o texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!