terça-feira, 22 de setembro de 2015

A palavra e seus sentidos (1): DeNoTaÇãO e CoNoTaÇãO

A palavra e seus sentidos (1)


http://prevestibularmaua.blogspot.com.br/2013/05/denotacao-e-conotacao.html


A Língua Portuguesa é rica, interessante, criativa, versátil e se encontra em constante evolução. As palavras não apresentam apenas um significado objetivo e literal, mas sim uma variedade de significados, mediante o contexto em que ocorrem e as vivências e conhecimentos das pessoas que as utilizam.

A Conotação e a Denotação são as variações de significado que ocorrem no signo linguístico, que por sua vez é composto de um significante (letras e sons) e um significado (conceito, ideia).


                                                  http://slideplayer.com.br/slide/290332/

Estes dois conceitos são muito fáceis de entender se lembrarmos que duas partes distintas, mas interdependentes, constituem o signo linguístico: 
o significante ou plano da expressão - uma parte perceptível, constituída de sons - e 
o significado ou plano do conteúdo - a parte inteligível, o conceito. 
Por isto, numa palavra que ouvimos, percebemos um conjunto de sons (o significante), que nos faz lembrar de um conceito (o significado).  

A denotação é justamente o resultado da união existente entre o significante e o significado, ou entre o plano da expressão e o plano do conteúdo. 

A conotação resulta do acréscimo de outros significados paralelos ao significado de base da palavra, isto é, um outro plano de conteúdo pode ser combinado ao plano da expressão. Este outro plano de conteúdo reveste-se de impressões, valores afetivos e sociais, negativos ou positivos, reações psíquicas que um signo evoca.

Portanto, o sentido conotativo difere de uma cultura para outra, de uma classe social para outra, de uma época a outra. Por exemplo, as palavras senhora, esposa, mulher denotam praticamente a mesma coisa, mas têm conteúdos conotativos diversos, principalmente se pensarmos no prestígio que cada uma delas evoca.

Desta maneira, podemos dizer que os sentidos das palavras compreendem duas ordens: referencial ou denotativa e afetiva ou conotativa.

A palavra tem valor referencial ou denotativo quando é tomada no seu sentido usual ou literal, isto é, naquele que lhe atribuem os dicionários; seu sentido é objetivo, explícito, constante. Ela designa ou denota determinado objeto, referindo-se à realidade palpável.

Além do sentido referencial, literal, cada palavra remete a inúmeros outros sentidos, virtuais, conotativos, que são apenas sugeridos, evocando outras ideias associadas, de ordem abstrata, subjetiva.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar... este blog é nosso. Participe!